Homem é preso por forjar a própria morte em Fortaleza

Unknown
0
Fellipe Dias foi preso por estelionato
Fellipe Dias foi preso por estelionato
Caso ganhou repercussão nas redes sociais. A foto de um corpo foi divulgada, sugerindo o assassinato do rapaz
Um homem foi preso por policiais civis da Divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) nesta terça-feira, 7, após desembarcar no Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza, acusado de forjar a própria morte. Após Andrews Fellipe Dias Alexandre, 26 anos, desaparecer no último sábado, 4, fotos do rapaz foram divulgadas em redes sociais pedindo informações do paradeiro dele. A imagem de um corpo também foi compartilhada, sugerindo o seu assassinato. Porém, a situação foi criada por ele mesmo para se livrar de um golpe no comércio.

No último sábado, Andrews Fellipe saiu de casa, no bairro Maraponga, para deixar o seu carro em uma oficina e depois seguir em direção ao trabalho, em um shopping localizado no Jóquei Clube. Porém, o rapaz nunca apareceu. Após o sumiço, o caso ganhou repercussão nas redes sociais. De acordo com a delegada Socorro Portela, diretora da Divisão de Homicídios, a companheira e familiares do acusado também receberam mensagens, enviados do celular de Andrews, via WhatsApp, sobre o suposto crime e de que o corpo da “vítima” estaria em Paracuru, litoral do Ceará.

Os policiais da DHPP, que estava no caso, desconfiaram do desaparecimento e descobriram a farsa. Depois de criar uma falsa comunicação sobre o crime, ele viajou para o Rio Grande do Norte, onde passou o fim de semana. No retorno a Fortaleza, o acusado foi preso em flagrante. O rapaz teria confessado que armou toda a situação por causa de um desvio de valores realizado em seu local de trabalho.

Farsa
 
Para forjar a própria morte, Fellipe Dias divulgou a foto de um corpo de outro crime. De acordo com policiais da DHPP, a imagem enviada referente à suposta morte, na verdade é de um crime ocorrido no dia 23 de fevereiro deste ano, na Zona Rural de Canindé de São Francisco, localizada no estado do Sergipe.
Conforme a delegada Socorro Portela, o acusado pode ter desviado R$ 300 mil. “O fato criminoso ocorrido no trabalho dele também deverá ser investigado” comentou a diretora da DHPP. Após a prisão de Andrews Fellipe no Aeroporto, ele foi conduzido à Divisão de Homicídios e autuado por estelionato, artigo 171 do Código Penal Brasileiro.

Fonte: Redação O POVO Online
Tags

Postar um comentário

0Comentários

Please Select Embedded Mode To show the Comment System.*

#buttons=(Accept !) #days=(20)

Our website uses cookies to enhance your experience. Check Now
Accept !