Ads Top

Em Sobral nem a Câmara Municipal escapa dos bandidos

Letreiros da Câmara de Sobral furtados


Apesar da gravidade das ações, a Câmara não tem dado uma resposta satisfatória para o povo.


A Câmara Municipal de Sobral, nos últimos anos, tem sido alvo de ações de ladrões e vândalos. Apesar da gravidade dos atos, não se tem notícias de ações por parte do Legislativo em combater tais práticas. O caso mais recente se deu na madrugada da quinta-feira (30/9) quando a fachada do anexo da Câmara, onde funciona os gabinetes dos vereadores, amanheceu sem parte dos letreiros de bronze.

Enquanto isso em Sobral - Charge
Charge Davi Rodrigues
Um funcionário da Câmara Municipal, segundo publicou o jornalista e radialista Oliveira Domingos, no seu perfil, disse, que a falta de parte dos letreiros foi notada. “Chegamos e vimos que levaram os letreiros. Na primeira ação o indivíduo deixou oito letras e o acento circunflexo e em menos de 24 horas os algarismos que restaram também foram levados”, disse o servidor.

Em abril de 2016 o prédio da sede da Câmara Municipal foi alvo de um ataque criminoso, quando indivíduos jogaram três artefatos explosivos por uma das janelas e picharam a fachada do prédio com as iniciais de uma facção criminosa. Câmeras de segurança filmaram um homem fugindo em uma motocicleta.

Em setembro de 2017 a Câmara de Sobral foi alvo de um arrombamento quando foram levados pelo menos três tablets. O indivíduo arrebentou a janela do primeiro andar do anexo , que até hoje não foi consertada. No mesmo ano a Casa sofreu mais um prejuízo, com a subtração de mais três tablets. O indivíduo conseguiu entrar sem arrombar as entradas e levar mais três aparelhos, que posteriormente foram devolvidos danificados. O caso ainda é mistério apesar do prédio ter sistema de vídeo monitoramento por câmeras.

Placas de bronze comemorativas e de homenagem também foram levadas da praça do prédio público como, por exemplo, a placa com informações de fundação do prédio e a placa do busto do jornalista Deolindo Barreto.

Os fatos que se tornaram corriqueiros comprovam a falta de segurança do Legislativo sobralense, que sequer dispõe de suporte da parte da Guarda Civil Municipal, a qual foi criada através de lei municipal para garantir a segurança do patrimônio público e histórico do município, dentre outras atribuições.

Câmara de Sobral furtos


A falta de segurança e, Sobral é notada e sentida em todos os setores, e sobre o assunto poucos são os edis que defendem ações de combate. O povo sobralense é o mais prejudicado nos episódios, já que não consegue desfrutar de segurança, coisa que falta até mesmo nos órgãos públicos.

Por:

Edwalcyr Santos com informações do repórter Paulo Porfírio
Sistema Paraíso





Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.