SOBRAL-CE: Delegado apura crime de assédio sexual contra médico oftalmologista

Unknown
0
Está em fase de conclusão, o inquérito policial de nº 581 - 00335/2014, que apura um crime de abuso sexual contra o médico oftalmologista, Vicente Abdias Fernandes em Sobral. 

A denúncia de abuso sexual chegou ao conhecimento do delegado municipal Dr. Marciliano de Oliveira no dia 30/10 por volta das 10h30min, quando uma jovem ex-secretária do profissional de saúde registrou um boletim de ocorrência narrando com riqueza de detalhes como o acusado agia em sua própria clínica. 

Diante da denúncia, a autoridade policial de imediato baixou uma portaria parar apurar o suposto envolvimento do médico em tal crime.

No termo de declaração prestado pela vítima cuja identificação vamos preservar, a mesma relatou para o delegado presidente do inquisitório que o médico lhe ofereceu uma moto, um celular ou qualquer coisa para subornar a moça, no documento ela relata ainda que o acusado não gostava de pessoas que não estavam disponíveis quando este precisasse, e que era a terceira vez que a denunciante faltava com o mesmo. 

Em uma determinada ocasião, Vicente estava sozinho, pois sua esposa havia viajado para os EUA, ocasião em que a vitima voltou a trabalhar na segunda-feira e Vicente a tratou mal, inclusive dando atribuições que não era suas.

No dia seguinte ouviu o acusado falando de sua pessoa e que gravou uma conversa que teve com Vicente e nessa gravação o mesmo confessa que convidou a mesma para fazer um programa, depois disso a denunciante foi demitida, sem lhe pagar e sem assinar sua carteira, na denúncia, ela apresentou ao delegado uma mídia em CD, onde constam áudios em que a pessoa de Vicente Abdias oferece objetos de valor, além de dinheiro para sair com a denunciante.

A moça disse ainda em relato ao delegado, que Vicente procurou seu ex-namorado de nome Dr. Estevam Vale, na cidade de Massapê, oferecendo ao mesmo uma quantia de R$ 10.000,00 para que a declarante retirasse a queixa feita contra o mesmo e que o advogado do médico foi até a cidade de Santana do Acaraú, e se deslocou na casa de várias pessoas, sendo uma delas a pessoa de nome Marcelo Arcanjo. 
De posse de uma fotografia da denunciante, perguntou onde a mesma residia, o advogado foi até a casa do tio da vitima de nome Paulo Orlando de Oliveira, e ofereceu dinheiro ao mesmo para a declarante também retirar a queixa, que segundo ainda a ex-secretária do médico, um irmão do acusado ainda procurou a mesma e outra pessoa também vitima de assédios para fazerem um acordo e foram negados.

Nossa reportagem policial tomou conhecimento também que existe outra denuncia pela mesma pratica delituosa praticada pelo oftalmologista, e que a vítima seria outra ex-secretária também demitida pelo profissional da medicina pelo fato de não aceitar suas ações indevidas.

Além da denúncia feita à polícia, a vítima procurou o CRM, (Conselho Regional de Medicina), e protocolou também a mesma denúncia feita na polícia. Todas essas informações são fidedignas com fonte baseadas em documentos públicos que estão em fase inquisitorial, tais peças darão ensejos há um futuro processo criminal.

Destarte, epigrafado procedimento policial, esta sendo presidido pelo ilustre delegado Municipal de Sobral, onde esta em fase de conclusão para remetido ao Poder Judiciário da Comarca de Sobral. Impende destacar que o medico oftalmologista ora investigado tem todo o direito de apresentar sua versão neste conceituado veiculo de comunicação como preceitua a lei.
Dos crimes contra a dignidade sexual:

Diz a lei Art. 216, constranger alguém com o intuito de manter vantagem ou favorecimento sexual, prevalecendo-se o agente da sua condição de superior hierárquico ou ascendência inerentes ao exercício de emprego, cargo ou função.
Pena: Detenção de 1 a 2 anos.

Fonte: Olivando Alves
Tags

Postar um comentário

0Comentários

Please Select Embedded Mode To show the Comment System.*

#buttons=(Accept !) #days=(20)

Our website uses cookies to enhance your experience. Check Now
Accept !