Vereador de Sobral diz: ”Beber água contaminada é cultural” em sessão na Câmara Municipal

Unknown
0
Na abertura, Júlio Cesar foi logo para o confronto, criticando os vereadores por nunca ter sido convocado para uma sessão nos momentos em que a Educação foi destaque de forma positiva, mostrada em diversas reportagens.
“Beber água do canal é cultural não se pode dar água mineral se essas crianças bebem água do canal em casa”. Foram essas palavras usadas pelo vereador Dr. Estevam para justificar que tudo que acontece na Escola do distrito de Jaibaras, (Escola Joaquim Barreto Lima) denunciada pela imprensa é normal. O pronunciamento do parlamentar municipal foi feito durante audiência pública, na Câmara Municipal realizada na noite de terça-feira que contou com a participação do secretário da Educação Julio Cesar.

Logo no início da sessão já deu para sentir que o debate seria acalorado, com uma torcida formada por funcionários da Educação que foram à Câmara torcer pelo seu “chefe”, numa forma de admitir que “tudo está no seu lugar graças à Deus, graças à Deus…”

Na abertura, Júlio Cesar foi logo para o confronto, criticando os vereadores por nunca ter o convocado para uma sessão nos momentos em que a Educação foi destaque de forma positiva, mostrada em diversas reportagens. “Acho que a Câmara está fazendo uma coisa que está tendo dos seus atributos que é de fiscalizar, mas eu gostaria que tivesse muitas das mais vezes aqui. Da mesma forma que uma reportagem mostra a nossa fragilidade, muita reportagens mostram nossas virtudes e em nenhum momento fui convidado para está aqui”. Disse Julio Cesar sobre aplausos de professores e coordenadores presentes no auditório da Câmara.

Os vereadores presentes à sessão tiveram oportunidade de indagar sobre diversos temas e, principalmente sobre a forma de como é preparado a merenda dos alunos daquela mostrada na reportagem, que utiliza água de um canal de irrigação para preparar os alimentos. Para o vereador Dr. Estevam Ponte, a imprensa precisa “vender seu produto”, e que em nenhum momento houve reclamação por parte dos pais dos alunos. “Essas crianças mesmo tomando água mineral da escola, ao chegar em suas residências vão tomar água contaminada do mesmo jeito. É pura demagogia. Acho que tem que se discutir é a qualidade da água, que não tem a nada a ver com a educação. Estamos falando de uma questão cultural que é relevante. Beber uma água contaminada, causa espanto, mas é cultural”. Disse Dr. Estevam que voltou a afirmar que é cultural o povo do Jaibaras beber água contaminada.

Via Wilson Gomes

Postar um comentário

0Comentários

Please Select Embedded Mode To show the Comment System.*

#buttons=(Accept !) #days=(20)

Our website uses cookies to enhance your experience. Check Now
Accept !