JUÍZES E PROMOTORES TIRAM SELFIE AO LADO DE FERNANDINHO BEIRA MAR.

Unknown
0
O traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, de 47 anos, tido pela polícia como um dos líderes da facção criminosa Comando Vermelho, foi condenado na madrugada desta quinta-feira (14), a 120 anos de prisão por quatro homicídios. Os crimes, segundo o Tribunal do Júri do Rio de Janeiro, foram cometidos a mando dele durante uma rebelião no presídio de Bangu 1, na zona oeste da capital, em 11 de novembro de 2002. As vítimas foram o traficante Eraldo Pinto Medeiros, conhecido como Uê, líder do Amigo dos Amigos (ADA), facção rival do Comando Vermelho, e outros três integrantes da mesma quadrilha. O julgamento, realizado no Fórum do Rio, no centro, começou às 15h20 desta quarta-feira (13) e se estendeu por mais de dez horas, até a madrugada de hoje.

Embora Beira-Mar, em depoimento, tenha negado a responsabilidade pelos crimes, os jurados o consideraram culpado pelos quatro homicídios, todos duplamente qualificados (por motivo torpe e sem chance de defesa para a vítima).
JUÍZES E PROMOTORES TIRAM SELFIE.
Na madrugada desta quinta-feira (14), um dos grandes absurdos ocorrido no julgamento do traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, culpado por liderar uma guerra de facções, em 2002, não foi ter sido condenado a 120 anos de prisão, mas o fato de alguns juízes e promotores que participaram da sentença aceitarem tirar uma selfie com o condenado.
Yahoo
Tags

Postar um comentário

0Comentários

Please Select Embedded Mode To show the Comment System.*

#buttons=(Accept !) #days=(20)

Our website uses cookies to enhance your experience. Check Now
Accept !